Pense e Avance

Nesta conjuntura de turbulência, de incertezas, é necessário perceber o ambiente em que se vive e acima de tudo pensar antes de agir. Porém, pensar parece ser para algumas pessoas um trabalho altamente complicado e muitas deixam de o fazer, sem se aperceberem de que isso as faz perder oportunidades. Verdade se diga que as informações que de todo o lado chegam às pessoas torna difícil ter pensamentos coerentes, porque o mundo que é refletido nas notícias é demasiado complicado. Daí que muitas vezes a pista que está a ser seguida seja posta em causa devido a um acontecimento noticiado.

Por isso há quem opte por não ler nem ouvir notícias, mas, para uma pessoa que tem que tomar decisões, estar alheada do que se vai passando é estar a perder terreno em relação aos concorrentes. Se se esquivar a acompanhar o que vai pelo mundo pode nem se aperceber de que o tempo gasto a utilizar soluções do passado para problemas atuais, não só pode ser uma pura perda de tempo, como pode deixar escapar o concorrente e quando se der conta já ser tarde para o acompanhar.

Por muito paradoxal que pareça, devido à situação a que a crise está a conduzir, verifica-se que a generalidade das pessoas tem pouca paciência para ouvir lamentos e desabafos dos que fracassam. É como no futebol. Os adeptos das equipas preferem muito mais que a sua equipa, ainda que jogue mal, ganhe por um golo de diferença, mesmo que metido com a mão ou fruto de um penalty mal marcado pelo árbitro, do que fazer uma grande exibição, dominar completamente o adversário, atirar dez vezes a bola à trave ou à barra e perder por 1 a 0. Ninguém quer ser adepto dos que perdem ou dos que têm azar, mesmo quando compreendem que muitas vezes isso se deve à pouca sorte. Preferem largamente admirar os vencedores, ainda que à custa de batota!

Estar com os vencedores e ser um vencedor provoca, no entanto, ansiedade. A velocidade com que tudo muda é de tal forma que, numa boa parte dos casos, é natural ainda não se ter entrado no mercado de trabalho e os conhecimentos adquiridos na faculdade já estarem obsoletos.

Mas é importante que se seja vencedor e para isso deve evidenciar-se a capacidade de pensar, elaborar cenários. Descobrir oportunidades e ameaças. Definir objetivos e refletir sobre os caminhos a seguir no momento certo, sempre tendo em conta que pode não haver uma linha reta para os atingir. Não se pode perder tempo e por isso uma vez definido o que se pretende deve tudo fazer-se para lá chegar. E como já dizia não sei quem, “uma grande caminhada começa com um passo”!

Se já definiu onde e como quer chegar não espere mais, dê o passo e não pare.

Leave A Reply

O seu endereço de email não será publicado.